É Verão! A importância da hidratação

Nem sempre lhe damos a importância que merece, mas a água é a fonte curativa mais básica no nosso organismo. Sabia que o nosso corpo é feito de 75% de água e o nosso cérebro de 85% de água? Que podemos passar semanas sem comida, mas nunca mais de 48 horas sem beber água?

Uma das principais actividades do sistema de regeneração do corpo é a filtragem do sangue. Esta tarefa é realizada, na sua maior parte, pelos rins. O coração, o sangue e os rins são uma única unidade funcional que se limpa e purifica constantemente a si mesma, removendo os resíduos tóxicos que entram no nosso corpo de muitas formas diferentes. Este sistema de purificação só pode operar com eficácia se o volume de água que flui através dele for suficiente para lavar os resíduos. Quando isso não acontece entramos num processo de desidratação. A desidratação é a maior ameaça ao processo de purificação do sangue e ao esforço mais comum dos rins.

É também através da água que os nutrientes chegam às células, é ela que fornece a hidratação ao nosso corpo e que ajuda a dissolver os minerais e outros nutrientes para que fiquem acessíveis ao organismo. A água regula também a temperatura do corpo, protege os órgãos e os tecidos, lubrifica as articulações, previne a obstipação, previne o envelhecimento precoce, alisa a pele, e muito mais. Um corpo desidratado é um corpo onde todas as funções se encontram comprometidas.

Se bebemos água apenas quando já temos sede, provavelmente já esperámos demasiado tempo e já estamos desidratados. Devemos sempre ir bebendo água ao longo do dia para evitarmos sentir sede.

Por isso…

É essencial ouvirmos o nosso organismo e percebermos os seus sinais. A cor da urina é um bom indicador se estamos a precisar de beber mais água: se tem cor clara tudo bem, se está turva então precisamos de beber mais água.
É também importante termos atenção à quantidade de água que bebemos diariamente. Se bebermos água a mais podemos causar desequilíbrios de minerais, enquanto se bebermos a menos ficamos desidratados, com dores de cabeça ou cansados.

A quantidade certa a beber, para os homens será de cerca de 3 litros diários e para as mulheres cerca de 2,2 litros diários. Estas quantidades podem variar consoante o nosso volume corporal, a quantidade de fruta e vegetais que comemos, o lugar onde vivemos (temperatura, clima mais húmido/seco, etc.), se fazemos exercício físico, etc. Por exemplo se comemos muitos alimentos crus e hidratantes precisamos de beber menos quantidade de água do que outra pessoa que não coma este tipo de alimentos. Ou se trabalhamos a maior parte do dia ao sol, no exterior, precisamos com certeza de beber uma maior quantidade de água do que quem trabalha todo o dia num escritório.
Não saia de casa sem a sua garrafa de água. Aconselho-o a adquirir uma garrafa de água reutilizável que permita uma lavagem fácil (com água quente e esfregão para garrafas). E se é daquelas pessoas que não gosta de água natural, pode optar por juntar fruta, ervas, vegetais (laranja, limão, pepino, morangos, framboesas, hortelã, rosmaninho etc.) ou sementes de chia, para melhorar o sabor e tornar a água mais fácil de beber.

O importante é não se esquecer de ir bebendo!

Nota: Se for preciso coloque um lembrete no seu telemóvel, para o relembrar de que está na altura de beber água 😉

Teresa

Author: Teresa

Share This Post On

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.